Publicidade

quinta-feira, 30 de abril de 2015

Polícia e cacete em cima dos professores da rede Estadual de Ensino

Cobertura especial do Band Cidade - MANIFESTAÇÃO NA ASSEMBLEIA 29/04/2015

Fonte:BAND CURITIBA

quarta-feira, 29 de abril de 2015

Com “praça de guerra” e mais de 200 feridos do lado de fora, deputados aprovam projeto da Previdência - Confira os vídeos e as imagens

Foto: Juliano Cunha – Banda B

O clima de tensão que rondava a Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) há pelo menos dois dias, terminou com um grande confronto entre policiais militares e manifestantes na tarde desta quarta-feira (29). Foram pelo menos 200 manifestantes e 20 policiais feridos. Apesar do clima de guerra do lado de fora, o presidente da Alep, Ademar Traiano (PSDB), decidiu pela continuidade da sessão, que terminou com a aprovação do projeto de lei que altera o Regime Próprio de Previdência Social do Paraná por 31 votos a 20.

O confronto começou por volta das 15h, logo após os deputados estaduais iniciarem a discussão do projeto. A Polícia Militar usou bombas de gás, balas de borracha e jatos de água para dispersar os manifestantes. Os professores recuaram, mas os policiais continuaram jogando bombas de efeito moral. Segundo o comando-geral da PM, um furo no cerco teria motivado a reação dos policiais. Ao todo, foram 1,6 mil policiais designados para o Centro Cívico. Treze pessoas foram presas.

Durante o atendimento, a Prefeitura de Curitiba virou uma grande enfermaria e recebeu as vítimas. Dentre os feridos, pelo menos 63 pessoas foram encaminhadas a prontos-socorros, principalmente o Hospital Cajuru. Ainda segundo a administração municipal, 213 pessoas ficaram feridas na manifestação. Destas, 150 atendidas em 12 ambulâncias.

Com os ânimos mais acalmados, o governador Beto Richa (PSDB) defendeu a ação da PM e culpou grupos ‘Black Blocs’ pelo confronto. Segundo ele, o objetivo da PM foi impedir a invasão da Alep e garantir o trabalho dos deputados estaduais na votação do projeto que prevê mudanças no regime da ParanáPrevidência.“Foi lamentável o que aconteceu hoje, eu vi cenas chocantes em vídeos que mostram esses baderneiros partindo para cima dos policiais, tentando jogar pedras da calçada contra eles. Tivemos pelo menos 20 policias feridos e sete baderneiros presos. A PM impediu que houvesse uma invasão na Alep, o que, para mim, seria uma afronta à democracia”, disse em entrevista coletiva.

Para a secretária de Finanças da APP-Sindicato, Marlei Fernandes, esse é o dia mais triste da história da educação no estado. “Estamos muito tristes e feridos, na alma e no corpo. Agora vamos cuidar da categoria, dos presos e avaliar nossos próximos passos. A nossa luta continua e vamos buscar todas as formas de derrotar esse projeto. O Comando de Greve se reúne ainda hoje”, disse em entrevista para a Banda B.

Repercussão

A vice-prefeita de Curitiba, Mirian Gonçalves, condenou veemente a ação policial e garantiu que a Prefeitura prestou todo o atendimento às vítimas. “O governador Beto Richa enlouqueceu, o secretario Francischini enlouqueceu, nunca vi uma coisa dessas na capital”, disse.

O senador Roberto Requião (PMDB) definiu a ação como “massacre”. “O Richa está louco, quer a todo custo colocar a mão no dinheiro da Previdência e fez isso, uma ação totalmente descabida”, pontuou. A senadora Gleisi Hoffmann (PT) chegou a pedir intervenção do Ministério da Justiça.

O comandante-geral da Polícia Militar, coronel César Kogut, disse que a medida foi tomada para cumprir a ordem judicial. “Temos vídeos que comprovam a tentativa do avanço ao cerco policial. Apreendemos vários matérias de black blocs, mas o Ministério Público está abrindo inquérito para apurar qualquer excesso”, garantiu.

A mudança

A ParanáPrevidência é composta por três fundos: o Militar, o Financeiro e o de Previdência. Com a aprovação do projeto, o governo deve transferir 33.556 beneficiários com 73 anos ou mais do Fundo Financeiro, que é arcado pelo Tesouro Estadual, para o Fundo de Previdência, constituído a partir de contribuições dos servidores e do poder público.

De acordo com o Governo do Paraná, a migração proporcionará uma economia de R$ 125 milhões, por mês, com o pagamento de benefícios. A ideia é reequilibrar a situação econômica estadual e reverter o déficit de R$ 560 milhões previsto na Lei de Diretrizes Orçamentárias para o ano de 2015. O Governo afirmou, ainda, que todos os pontos de mudança no regime estão de acordo com o funcionalismo público e não prejudicam os servidores.

Abaixo as imagens capturadas pela prefeitura de Curtiba - Fotos: Luiz Costa, Everson Bressan, Maurilio Cheli, Gabriel Rosa/SMCS












Abaixo vídeos registrados pela Banda B, por manifestantes e pela Secretaria de Segurança Pública do Paraná (Sesp), do confronto desta quarta-feira (29) no Centro Cívico, em Curitiba. Ao todo, mais de 200 pessoas ficaram feridas, sendo 20 policiais, e 13 manifestantes acabaram presos.

Assista aos vídeos nos players abaixo:








.

Revogada lei da Pref. SJP que impedia a panfletagem nas ruas

Decreto aprovado em dezembro proibia a publicidade impressa nas vias da cidade. Panfletos são o principal meio de comunicação dos pequenos comerciantes. 

Em localidades como o Caminho do Vinho, panfleto é a principal divulgação

O decreto da Prefeitura nº 1.976, de 19 de dezembro de 2014, foi um tiro no pé das agências de propaganda e empresas de todos os segmentos de São José dos Pinhais que trabalham e se promovem por meio da distribuição de material impresso nas ruas. A medida do Executivo, que proibia qualquer tipo de divulgação nas vias públicas, para diminuir o lixo jogado ao chão, pegou toda a classe empresarial de surpresa. Diante de um pedido da Associação Comercial (Aciap), a Prefeitura revogou recentemente o dispositivo que trata de infrações e sanções administrativas ao meio ambiente na área de poluição visual por meio de panfletagem. Publicidade nos postes de luz da Copel, por exemplo, continuam proibidas.

Em tempos de mídias sociais e outros meios digitais de comunicação, é na entrega de panfletos no centro e nos bairros que, principalmente, o pequeno comércio, anuncia a venda de produtos como escapamentos e celulares, serviços que ainda vão do almoço com buffet livre à aquisição de plano de saúde, entre outras propostas. 

Proibições que foram mantidas
- colocação de panfletos ou qualquer tipo de propaganda ou similares em hall de entrada de edifícios, grades, portões de residências, maçanetas e pára-brisas de veículos automotores;
- lançamento de panfleto ou qualquer tipo de propaganda ou similares no interior de pátios ou garagens de imóvel público ou privado. 

Fonte: PautaSJP

Após anos de atraso, Comec lança edital do Parque Ambiental Itaqui

Região do Itaqui é formada por Área de Proteção Permanente

O governo do Estado, por meio da Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba (Comec), lançou o edital de licitação para a contratação do projeto básico e executivo do Parque Ambiental Itaqui, em São José dos Pinhais. Como aconteceu com os projetos Ressaca 01 e Ressaca 02, em andamento, o objetivo é a melhoria das condições de drenagem na Região Metropolitana de Curitiba (RMC) e minimizar impactos ambientais além de ser um novo espaço de lazer para a população. 

A licitação é na modalidade tomada de preço, tipo técnica e preço e regime empreitada por preço global. O preço máximo é de R$ 208.006,84. O prazo de execução é de 210 dias, contados a partir da assinatura da Ordem de Serviço. O projeto integra o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC-2), do Ministério das Cidades, e vai receber recursos a fundo perdido do Orçamento Geral da União. 

O estudo de concepção já foi desenvolvido pela Comec. O parque integra a Área de Interesse Especial Regional do Iguaçu (AIERI) e terá lagoas de retenção para evitar riscos de inundação e reduzir impactos no meio ambiente. Além disso, o novo parque também será uma opção de lazer para as famílias descansarem e aproveitarem a natureza.

Quando o projeto do Ressaca foi lançado e iniciado, a ideia era o desenvolvimento também da proposta do Itaqui, mas houveram atrasos na preparação dos trâmites de licitação.

Fonte: Pauta SJP

segunda-feira, 27 de abril de 2015

Com escola em condições precárias, alunos precisam usar guarda-chuva dentro de sala quando chove


Pais e alunos da Escola Municipal Francisco Ferreira Claudino, em São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, sofrem há mais de um ano com as condições precárias do local. Segundo eles, o telhado está tão ruim que a água invade as salas toda vez que chove e os estudantes precisam usar guarda-chuva dentro do prédio.


“As aulas são completamente prejudicadas e os alunos não têm segurança nenhuma. Quando chove, as crianças não podem ficar nem dentro e nem fora do espaço. Os funcionários e professores têm que correr com baldes e rodos, é uma situação inacreditável”, afirmou Michele Harmatiuk, mãe de dois estudantes, em entrevista à Banda B na tarde desta segunda-feira (27).


Além disso, a cancha esportiva não tem cobertura, o que impede as aulas de Educação Física em tempo ruim ou de sol muito forte, e um matagal ao lado atrapalha o acesso ao colégio. “Nós estamos correndo atrás da Prefeitura há mais de um ano para conseguir a reforma, para ver se dá para pelo menos trocar o telhado. Mas até agora não tivemos resposta. Nem o mato eles vêm cortar. O nosso município está perecendo e a escola totalmente abandonada”, concluiu ela.

A Banda B entrou em contato com a Prefeitura de São José dos Pinhais para relatar o caso e aguarda retorno.

Fonte: Banda B

Profs. de SJP entram na greve contra “empréstimo” na Previdência

Educadores da rede estadual, antes de seguirem aos protestos na Assembleia às 10h hoje (27), foram às escolas atender aos poucos pais e alunos que apareceram 

Reportagem apurou que nesta segunda poucos alunos foram às unidades educacionais

Como em fevereiro deste ano, a paralisação dos professores da rede estadual, que gerou impasse nas negociações com o governo Beto Richa, deflagrou novamente a greve em todo o Paraná incluindo São José dos Pinhais. Hoje (27), no portão do Colégio Silveira da Motta, localizado no Centro, um dos maiores da cidade, poucos alunos e pais apareceram. Os educadores, antes de saírem em grupo para os protestos na Assembleia Legislativa, se concentraram nas unidades educacionais.

“A classe ainda não recebeu as premiações e progressões da categoria que são de direito ao servidor e o governo retoma a intenção de fazer alterações na Previdência que já foi uma das principais reivindicações. Tentamos, nas mobilizações do fim de semana e hoje, passar aos pais e alunos o motivo da interrupção das aulas”, comenta o diretor geral do colégio, Fabiano Setim.

Uma aluna, que chegou a ir com a mãe ao Silveira da Motta, diz que o assunto já foi roda de conversa entre os estudantes que querem mais respeito com os professores. A professora de Educação Física na mesma unidade, Maite Motta, considera que a presença de mais de mil policiais militares para impedir as manifestações diante dos deputados não provocarão a desistência do movimento. “Ficamos constrangidos, a palavra é constrangimento, mas isto não vai nos calar”, projeta Maite Motta.

De acordo com o governo do Paraná, a utilização dos recursos da Previdência para dar fluxo ao caixa do Estado não vai mudar em nada quanto a aposentadoria dos professores e demais funcionários públicos. O projeto a ser votado entre hoje até quinta, pelos deputados estaduais, número 252/2015, trata da revisão do plano de custeio do Regime Próprio de Previdência Social do Estado do Paraná. “ O governo do Estado continuará arcando, mensalmente, com R$ 380 milhões para os benefícios de aposentados e pensionistas civis e militares. O que não altera em nada o pagamento dos proventos para aposentados e pensionistas, que é uma responsabilidade constitucional do Estado”, afirma a presidente da Parana Previdência, Suely Hass. 

Fonte: PautaSJP

Presos serram grades de cela e 28 fogem da Delegacia de São José dos Pinhais


Vinte e oito presos fugiram da Delegacia de São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, por volta das 6h deste domingo (26). A delegacia tem capacidade para 25 presos e no momento da fuga 110 estavam detidos.

O Centro de Operações Policiais Especiais (Cope) da Polícia Civil foi acionado para a delegacia. Até o fechamento desta reportagem, nenhum preso foi recapturado. A informação é que eles serraram as grades da cela para conseguir liberdade. A Polícia Militar (PM) e a Guarda Municipal intensificam patrulhamento na região para tentar encontrar os foragidos.

Previsto

Representantes da Comissão de Direitos Humanos da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) apresentaram relatório na semana passada sobre as carceragens de delegacias da Grande Curitiba e citaram São José dos Pinhais. De acordo com o relatório, o local apresentava problemas de superlotação, além da falta de condições mínimas de saúde e higiene.

Fonte: Banda B

quinta-feira, 23 de abril de 2015

Jovem é encontrado morto em rua deserta de São José dos Pinhais


O corpo de um homem que aparenta ter 25 anos foi encontrado em uma rua deserta no bairro Guatupê, em São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, na madrugada desta quinta-feira (23). De acordo com a Polícia Militar (PM), provavelmente o assassinato não aconteceu nesta região.

Jovem foi encontrado morto em rua deserta 

“A vítima tem marca de sangue em várias partes do corpo e possivelmente foi dessovada neste local deserto e com pouco movimento. Não temos informação de quem é a vítima, porque não portava documentos”, descreveu à Banda B o tenente Pedro, da PM, que atendeu ao local de morte.

O corpo foi recolhido ao Instituto Médico Legal e a Delegacia de São José dos Pinhais investiga o caso.

Fonte: Banda B
Foto: GMSJP

quarta-feira, 22 de abril de 2015

Vereadora Lucia Stoco vai à Ecovia para reivindicar melhorias ao bairro Borda do Campo

Moradoras da região acompanharam a legisladora e expuseram suas reclamações

Nesta manhã (22), a vereadora Lucia Stoco esteve na Ecovia para reunião junto ao gerente de engenharia da empresa, Alexandre Santos. O intuito do encontro foi para que reivindicações de melhorias no bairro Borda do Campo fossem feitas.

Lucia compareceu à reunião acompanhada das moradoras Eliana Fiusa, que estava representando o Jardim Marambaia e a Vila Bonde; e Giovana Rocha, representando o Jardim Libanópolis.

As principais reivindicações foram: Melhoria no acesso ao Jardim Libanópolis e à Vila Bonde; abertura da marginal – no trecho que compreende entre o leiloeiro Julio Cesar e a primeira rotatória da Renault; reforma no bueiro que fica nas proximidades da rua Padre Humberto Robig (localizado na marginal), no Nemari III.

Sylvio Monteiro, presidente da Câmara Municipal, parabeniza a vereadora Lucia Stoco pela iniciativa e também se coloca a disposição para colaborar com esse processo de avanços. “Admiro a atitude da vereadora Lucia e pretendo colaborar para que as reivindicações sejam atendidas com prontidão”, finaliza Sylvio.

Fonte:CMSJP

Incursão tática no Condomínio Serra do Mar resulta em prisão de jovem com arma e droga


Na noite dessa terça-feira dia (21) a Guarda Municipal fez uma incursão a pé nas dependências do Condomínio Serra do Mar afim de localizar indivíduos que estariam armados e fazendo o tráfico de drogas, diante de várias denúncias a qual o povo não aguenta mais ver mortes e o tráfico sendo feito a luz do dia, nessa noite uma equipe tática da GM logrou êxito e prendeu Leonardo Joselito Pedroso de 19 anos o qual estava portando um revólver calibre 38 e aproximadamente 50g de substância análoga a maconha, na situação ainda outros suspeitos correram conseguindo se esconder da equipe, porém uma arma e droga foram retirados daquele condomínio, o suspeito foi encaminhado até a Delegacia de Polícia onde responderá pelo seus atos.

É importante a DENÚNCIA naquela região de condomínios pois a população de bem precisa viver em paz, DENUNCIE, ligue para a GM 153 ou 3381-6344 registre sua queixa, sua identidade será preservada.

Parabéns a equipe por retirar mais uma arma de fogo da mão de pessoas mal intencionadas e pelo bom trabalho realizado nessa noite.

Em caso de EMERGÊNCIA ligue 153, viaturas de GM nesse momento patrulham o seu bairro.

Siga a GM no Twitter através do @gm_sjp

Fonte: GMSJP

Com alto número de assaltos em saída de escola, alunos têm medo de ir para aula em SJP


Os alunos do Colégio Estadual Costa Viana, em São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, estão com medo de ir para a aula devido ao alto número de assaltos nos arredores da escola. De acordo com os pais dos adolescentes, pelo menos dois criminosos abordam com frequência os estudantes durante a noite, com um Fiat Tipo cinza e um Chevette.

“Meus filhos já foram vítimas dessa dupla. Eles levaram todos os pertences deles e ainda rasgaram a roupa da minha menina, de 16 anos. Depois desse dia, ela não quis mais ir para a aula e está sofrendo com Síndrome do Pânico”, relatou a mãe Júlia Silmara em entrevista à Banda B nesta quarta-feira (22).

De acordo com ela, no ano passado, a filha chegou a presenciar um assalto onde a vítima, uma aluna do colégio, foi espancada. “Isso acontece quase todo dia e a gente não vê uma viatura da polícia por ali. Eu, como mãe, não me sinto bem para deixar a minha filha ir para a aula. Se continuar assim, infelizmente, eu vou ter que tirá-la do colégio”, completou Júlia.

A reportagem entrou em contato com a Polícia Militar (PM) para relatar a situação e aguarda retorno.

Fonte: Banda B

terça-feira, 21 de abril de 2015

Pinga lá fora e chove aqui dentro

Silveira da Motta é um Colégio Estadual de ensino fundamental e médio, situado no centro de São José dos Pinhais. Foi fundado dia 22 de abril de 1908. 
É patrimônio histórico da cidade. (Foto:GuiaSJP)

Ontem (20), nossa cidade foi atingida por uma chuva que comparada a outras tempestades, podemos considerar fraca. E foi justamente esta "chuvinha" de ontem a tarde, que deixou os alunos do Colégio Estadual Silveira da Motta, localizado no centro de São José dos Pinhais com algumas salas cheias de água.

Abaixo segue o depoimento de uma estudante que presenciou a situação:

"Hoje na minha sala começou a chover e depois estava escorrendo pela parede e caindo pelo teto água, por pouco minha amiga quase foi molhada. Não da para estudar em situações assim. Todos ficamos preocupados pois tinha água no chão todo. É assim que querem que o futuro do país estude? Assim não dá né! Mais valor a educação pois sem ela não temos futuro ."

Este vídeo abaixo foi enviado para a nossa redação por um dos alunos que inconformado com a situação resolveu por a boca no trombone. 

video

Infelizmente esta é a realidade que nossos alunos da Rede Estadual de Ensino estão vivendo no Colégio Silveira da Motta, assim como em outros Colégios. Isso Não é um problema pontual somente dessa Instituição de Ensino. Tenho plena convicção que este problema foge do alcance da diretoria, afinal isso é uma responsabilidade compartilhada com o Governo do Estado. 

Nossa redação tentou entrar em contato com os responsáveis para saber o seu posicionamento, porém por se tratar de feriado nacional hoje (21), não obtivemos resposta. No entanto o espaço neste meio de comunicação esta aberto para a sua resposta. 

GM estoura biqueira do tráfico no Bairro São Marcos


Na ocasião foi preso o foragido identificado como Joacir Brasílio Lázaro, com o mesmo foi apreendido 640g de maconha e 140g de substância análoga a crack, além de um revólver cal. 38 devidamente municiado.

Segundo informações o indivíduo preso é reincidente no crime de tráfico de drogas e estava dando morada aos outros quatro que foram presos na Contenda essa semana com veículo Gol roubado no Campo Largo da Roseira.

Fonte: Giro 190

Bebê de três meses morre em acidente envolvendo nove veículos no Contorno Leste

acidentecontorno

Um acidente envolvendo nove veículos deixou um bebê de três meses morto e outros dois feridos no final da tarde desta segunda-feira (20) no quilômetro 104 do Contorno Leste, em São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal a vítima fatal estava em uma cadeirinha bebê-conforto e chegou a ser socorrida, mas não resistiu e morreu no hospital. A criança estava em um veículo Gol, que ficou prensado entre dois caminhões

As outras vítimas passam bem. A pista ficou interditada até às 18h30. A fila chegou a seis quilômetros, aproximadamente.

Fonte: Banda B

Sylvio Monteiro, junto aos demais vereadores, reúne-se com moradores do Jardim Nemari, no bairro Borda do Campo


No último sábado (18), o vereador Sylvio Monteiro, presidente da Câmara Municipal, reuniu-se com moradores dos Jardins Nemari I, II, III e IV, localidade que fica no bairro Borda do Campo, para discutir sobre assuntos de interesse da comunidade.

Na reunião também estavam presentes os vereadores Leandro da Nifer, Onildo, Tadeu Camargo e a vereadora Lucia Stoco, que é uma das representantes do Borda do Campo. O encontro contou com a participação de vários moradores, que fizeram questionamento, conversaram e tiraram dúvidas com os legisladores.

Vários assuntos foram tratados, porém, a discussão principal girou em torno da campanha de 200 mil eleitores no município de São José dos Pinhais. Os moradores dos Jardins Nemari foram alertados sobre a importância de se transferir o título de eleitor para a cidade e as conseqüências positivas que isso trará para a cidade como um todo.

Atualmente, os Jardins Nemari não possuem um hospital referência, não há saneamento em muitos pontos da região – pois nas proximidades existe um rio que transborda e faz com que casas fiquem infestadas de insetos e animais – a educação é precária e o policiamento é muitas vezes ineficaz.

Legisladores conversam com os moradores que compareceram ao encontro

Habitantes da localidade questionam e conversam com os vereadores

Fonte: CMSJP

segunda-feira, 20 de abril de 2015

Câmara Municipal recebe carta sobre não cumprimento da Lei que proíbe dupla função de motoristas


Anderson Teixeira, presidente do Sindimoc – Sindicato dos Motoristas e Cobradores, enviou carta à Casa Legislativa pedindo que providências sejam tomadas para que as determinações previstas na Lei Municipal 431 passem a ser respeitadas.

A Lei 431, de 25 de setembro de 2015, proíbe que motoristas acumulem funções – dirigir e cobrar ao mesmo tempo -, porém, de acordo com o sindicato, as empresas concessionárias de serviços de transporte coletivo do município não vêm cumprindo tais quesitos.

“A inexecução dessa Lei demonstra falta de respeito pelo trabalhador e a extinção da permanência da função de cobrador. Se os motoristas fizessem apenas o trabalho que lhes é destinado, poderiam dirigir com mais cautela, de tal maneira, levando maior segurança aos passageiros”, afirmou Teixeira.

O sindicato solicita que além do cumprimento das leis, também sejam aplicadas as devidas punições às empresas que infringirem as normas estabelecidas. “Acredito que as corporações que não se adequarem aos requisitos são infratoras e deverão sim sofrer penalidades”, concorda Sylvio Monteiro, presidente da Câmara Municipal.

Fonte: CMSJP

Jovem posta mensagem de luto para amigo e morre nas proximidades poucas horas depois

Willian Cristian Siedra morreu cerca de três horas depois

Dois amigos foram assassinados neste domingo (19) nas proximidades do Condomínio Serra do Mar, em São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba. De acordo com a polícia, Luiz Felipe morreu por volta do meio dia e Willian Cristian Siedra morreu cerca de três horas depois.

Luiz Felipe, o"Grafite" morreu por volta do meio-dia

Willian tinha chegado a postar uma mensagem de luto para o amigo alguns minutos antes de também ser assassinado. Segundo testemunhas, alguns homens teriam passado em um Eco Sport e realizado pelo menos quatro tiros contra ele.

Luiz Felipe já havia sido assassinado com seis disparos e os crimes podem ter ligação.

Agindo rapidamente, a Polícia Militar conseguiu realizar a prisão de um suspeito e o encaminhar para a Delegacia de São José dos Pinhais, que investiga o caso.

Fonte: Banda B

Após Câmara Municipal ser proibida de divulgar campanha em escolas públicas, chefe do Núcleo Regional de Educação entra em contato com presidente Sylvio Monteiro

O encontro servirá para esclarecimentos sobre a campanha de 200 mil eleitores


Um ofício foi encaminhado ao chefe do Núcleo Regional de Educação, Mauricio Ferraz da Costa, e também aos diretores das escolas estaduais do município, para que eles venham à Casa Legislativa participar de reunião junto ao vereador Sylvio Monteiro, presidente da Câmara Municipal. Sylvio questionou a proibição da divulgação da campanha de 200 mil eleitores nas escolas e sugere esse encontro para que eventuais dúvidas sejam tiradas.

O foco da reunião será para tratar sobre a campanha institucional que está sendo desenvolvida na cidade, que tem como objetivo fazer com que São José dos Pinhais seja a primeira cidade da região metropolitana de Curitiba a atingir a marca de 200 mil eleitores, para que de tal modo a cidade tenha uma representatividade maior e seja conhecida a nível estadual e federal.

A ideia é realizar um projeto junto às escolas, destacando a importância do voto nas decisões políticas do país e fazendo com que os que estão quase completando 16 anos se interessem por política e façam seus títulos de eleitor. “É importante que os jovens que estão prestes a completar 16 anos comecem a exercer sua cidadania. Fazer o título de eleitor e começar a votar desde cedo é uma demonstração de que o adolescente tem interesse em mudar a história do município, do estado e do país”, afirma o presidente Sylvio Monteiro.

A Câmara Municipal se colocou a disposição para que esta agenda seja organizada de acordo com a disponibilidade dos envolvidos e o encontro ocorra assim que possível. “Tenho certeza que com essa reunião todas as dúvidas serão esclarecidas e a motivação dessa campanha ficará mais compreensível para todos”, finaliza Sylvio.

Fonte: CMSJP

Homem causa tumulto, faz ameaças e é preso logo em seguida - Guatupê


Na manhã desse domingo (19), uma equipe tática da GM que realizava patrulhamento pela Av Rui Barbosa foi informada que nas dependências do Posto Maru estaria acontecendo uma briga onde um homem que estaria ameaçando funcionários e clientes no local.

Prontamente a equipe GM chegou no local e foi avisada que o suspeito teria saindo a poucos instantes do Posto e possivelmente estaria armado com uma pistola, diante das características repassadas do veículo a equipe saiu em patrulhamento e logo em seguida avistou o veículo o qual na abordagem ao condutor foi localizada um pistola de calibre 9mm, diante dos fatos o homem foi conduzido até a Delegacia Regional de Polícia onde responderá pelo seus atos.

Parabéns a equipe pelo bom trabalho realizado.

Em caso de EMERGÊNCIA ligue 153 ou 3381-6344, nesse momento equipes de GM patrulham o seu bairro.

Siga a GM no Twitter através do @gm_sjp

Fonte: GMSJP

quinta-feira, 16 de abril de 2015

Deputado Felipe Francischini reúne-se com vereadores para discutir segurança pública


A Câmara Municipal recebeu, na manhã desta quinta-feira (16), a visita do deputado estadual Felipe Francischini. Convidado pelo presidente do Legislativo, Sylvio Monteiro, o deputado reuniu-se com os demais vereadores para discutir sobre a segurança pública no município.

Também estiveram presentes no encontro o delegado de polícia civil, Amadeu Araújo; o comandante da Guarda Municipal, Samarone Bueno; o secretário de transporte e trânsito Cláudio Alves e a representante da Polícia Militar, tenente Tonelli. Os vereadores falaram sobre as reclamações da comunidade em relação à segurança como falta de efetivo policial, blitz, módulos policiais, câmeras de monitoramento principalmente próximo a colégios, aumento dos assaltos na área rural, concurso da Guarda Municipal, etc.

O presidente Sylvio Monteiro apresentou números da violência em São José dos Pinhais no período de janeiro a outubro de 2014. Segundo o Ministério Público, foram 62 casos de embriaguez; 83 de posse de arma de fogo; 4 de corrupção de menores; 453 de tráfico de drogas; 100 estupros; cerca de 2 mil roubos e 4 mil furtos; 85 homicídios; mais de 1400 casos de lesão corporal e quase duas mil ocorrências de violência doméstica.

Após ouvir os vereadores e demais presentes, Felipe Francischini comprometeu-se a intermediar o diálogo entre o município e a secretaria estadual de segurança pública. “Através da comissão permanente da Câmara Municipal conheceremos as demandas de São José dos Pinhais e vamos apresentá-las ao secretário Francisco Francischini e a outros órgãos competentes”, disse.

Sylvio Monteiro também sugeriu, para captação de tais demandas, a realização de audiências públicas nos bairros, em parceria com entidades ligadas ao tema. “Temos que escutar a comunidade, conhecer suas reais necessidades e envolver município e estado nessa luta a favor da segurança pública em São José dos Pinhais”, finalizou o presidente.

Fonte: CMSJP

Juízes e advogados de SJP se unem em queixa ao Tribunal de Justiça

Reunião foi na sede do TJ-PR, em Curitiba, na última terça (14)

No final do mês passado, o Fórum de São José dos Pinhais recebeu lideranças políticas e na esfera judicial para a posse do juiz Ivo Faccenda que mais uma vez se torna diretor do Fórum. A Comarca de São José dos Pinhais, que também atende cidades como Fazenda Rio Grande, desde a construção do novo prédio, há quase 20 anos, não teve as devidas reformas aos longo do tempo. Na ocasião, o piso, por onde circularam outros juízes e muitos advogados do município estava bem desgastado, com placas soltas. Nesta semana, e pela primeira vez na história, juízes e representantes locais da Ordem dos Advogados do Brasil foram à Presidência do Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR).

O presidente do TJ-PR, o desembargador Paulo Roberto Vasconcelos, esteve no encontro de posse da diretoria do Fórum em São José dos Pinhais e já naquela oportunidade ouviu do diretor e juiz Ivo Faccenda, e do presidente da Subseção SJP da OAB, Carlos Vanderlei Mühlstedt, pedidos de melhorias imediatas na infraestrutura do prédio e departamentos. “Houve aumento da demanda de processos, de serviços e novas contratações para os departamentos mas a estrutura continua muito aquém do que é necessário”, disse Vanderlei Mühlstedt à época.

A visita à sede do TJ além de Ivo Faccenda, teve a presença dos juízes André Dói Antunes e Márcia Hubler Mosko, o vice presidente da Subseção SJP, Jaiderson Rivarola, e os advogados Ana Paula Savaris Mayer (Comissão de Acompanhamento do Judiciário da Subseção), Celso Gutmann e Raul Gutmann. Os juízes e profissionais da Advocacia destacaram que não adianta criar outra Vara Cível sem antes aparelhar a estrutura judiciária.

“O desembargador Paulo Roberto Vasconcelos comentou que a prioridade nesse momento é a construção do Centro Judiciário em Curitiba, mas não descartou a reforma e o atendimento dos demais requerimentos. Esta primeira manifestação conjunta foi um sinal claro para o TJ de que a união busca o bem comum e o interesse do cidadão”, apontou Jaiderson Rivarola. 

Fonte: PautaSJP

Bandidos passam por rua e matam dupla com tiros de pistola na RMC


Dois homens foram assassinados no começo da tarde desta quinta-feira (16) após serem baleados com tiros de pistolas na Rua Cláudio Pereira da Cruz, em São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba.

De acordo com testemunhas, três homens em um veículo Megane teriam passado pela rua e realizado os disparos com pistolas calibre nove milímetros.

Segundo a Polícia Militar, ainda não é possível afirmar o que teria acontecido no local, mas a identificação das vítimas deve ajudar na investigação.

A Delegacia de São José dos Pinhais investiga o caso.

Fonte: Banda B
Foto: Giro 190

terça-feira, 14 de abril de 2015

Presidente do Observatório Social de São José dos Pinhais apresentou planos da futura ONG em reunião na Associação Comercial (Aciap)

Carlos Muhlstedt também é presidente da Subseção SJP-OAB/PR

O presidente da Subseção São José dos Pinhais da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Carlos Vanderlei Muhlstedt, se tornou o primeiro nome na Presidência do recém-criado Observatório Social de São José dos Pinhais. Este tipo de instituição do terceiro setor tem participação voluntária de diversos profissionais, de maneira apolítica, que acompanham as contas do Poder Público sugerindo projetos, avaliações de gastos e monitoramento das licitações. A não filiação partidária é um dos principais critérios no voluntariado e todo o estudo é divulgado na imprensa regularmente. Durante recente reunião da Diretoria Executiva da Associação Comercial (Aciap), Vanderlei Muhlstedt agradeceu o apoio da Aciap na formação do Observatório e falou dos planos de abertura de um escritório na cidade.

“A parte institucional de representatividade está formulada. A contribuição e manutenção da equipe e infraestrutura também é voluntária. Estamos planejando o aluguel de uma sala comercial onde pelo menos duas pessoas irão trabalhar com total orientação do Observatório Social do Brasil. Atualmente, são 96 observatórios sociais em 18 estados brasileiros”, conta Carlos Muhlstedt. Informações www.osbrasil.org.br. 

O objetivo desta ONG é o exercício da cidadania, que deve ser democrático e apartidário e reunir o maior número possível de entidades representativas da sociedade civil com o objetivo de contribuir para a melhoria da gestão pública. São empresários, profissionais, professores, estudantes, funcionários públicos e outros cidadãos que, voluntariamente, entregam-se à causa da justiça social.

Quanto a política regional, são acompanhados de perto os processos de licitação das Prefeituras e Câmara de Vereadores, propostas dos legisladores e decisões judiciais envolvendo o Poder Público.

Fonte: PautaSJP

segunda-feira, 13 de abril de 2015

Na próxima quinta-feira o deputado Felipe Francischini virá à Casa Legislativa para reunião com os vereadores


Na tarde da última quinta-feira (09), o presidente da Câmara Municipal, Sylvio Monteiro, fez visita de cordialidade ao deputado estadual Felipe Francischini para tratar de assuntos referentes à segurança de São José dos Pinhais.

Sylvio, que é presidente do SDD (Partido Solidariedade) no município, esteve no gabinete do deputado Felipe Francischini, que também faz parte do SDD e é filho do atual secretário estadual de segurança Fernando Francischini, para comentar sobre a situação do município no que diz respeito à falta de segurança. De acordo com dados divulgados pelo Ministério Público a cidade de São José dos Pinhais está entre as mais perigosas do estado.

“Estou propondo a criação da Comissão de Segurança e Trânsito ao Poder Legislativo, para que ocorra o estudo e acompanhamento mais aprofundado das políticas municipais desses setores”, comenta Sylvio Monteiro.

Na próxima quinta-feira (16), às 10 horas da manhã, o deputado Felipe Francischini virá à Casa Legislativa para falar com todos os vereadores e discutir sobre a instalação dessa comissão na Casa.

Fonte: CMSJP

Com grande sucesso em sua primeira edição, organização sinaliza que o Hana Matsuri pode voltar a São José dos Pinhais em 2016. Milhares de visitantes diretamente ligados ao Japão e fãs da Cultura Japonesa estiveram no Parque SJP no fim de semana

Apresentações representaram as danças antigas da época agrícola do Japão

O sábado e domingo mostrou que o Japão e São José dos Pinhais tem muito mais afinidade do que se pensava. O último fim de semana teve a primeira edição do Hana Matsuri, reunindo milhares de visitantes no Parque SJP. O festival, que celebra o nascimento de Buda e o início da Primavera Japonesa, que é o nosso Outono, ofereceu comidas típicas, apresentações musicais, de dança e tambores, concurso de fantasias na cultura Pop e performance de arte marcial com o grupo Keiko Dojo Aikido São José dos Pinhais. Segundo os organizadores, a cidade tem tudo para receber o evento novamente em 2016.

“Expositores e público se mostraram contentes com a iniciativa e infraestrutura do parque. Com mais interessados em participarem no próximo ano, poderemos realizar um evento ainda mais atrativo”, projeta Suemi Hamasaki, uma das organizadoras do festival. “Depois faremos um balanço do que foi realizado, porém, as primeiras informações são extremamente positivas”, diz Jorge Kasai, empresário de São José dos Pinhais.

Fonte: PautaSJP

sábado, 11 de abril de 2015

Prova radical atrai mais ‘loucos’

Desafio Braves, em São José dos Pinhais, testa limite dos atletas que enfrentarão muita lama e 40 obstáculos. Procura pela prova triplicou em um ano

Circuito inspirado em treinamentos militares, o Desafio Braves Mud Run ocorre neste domingo (12), com largada às 9h30, em São José dos Pinhais. Modalidade para testar os limites dos esportistas de ação, com adrenalina, medo, dor e muita lama.

Ao longo de 5,8 quilômetros, os participantes têm de superar 40 obstáculos. Passar por cordas, saltar sobre cavaletes, descer um tobogã de lama, cruzar banhados, rastejar etc. A competição rola entre duplas e trios (mistos) e individual, separando homens e mulheres.


No final, quem percorrer em menor tempo, e superar todas dificuldades, leva o prêmio. Mas quem conseguir chegar ao final, também pode se considerar vitorioso e, quem sabe, até levar um troféu para casa.

“Temos um troféu de superação. Ano passado uma menina de 85 quilos concluiu toda a prova e foi premiada”, conta Leandro Silva, 26 anos, organizador do desafio.


A combinação de esporte e aventura conquista cada vez mais adeptos. Nos Estados Unidos, provas de 16 a 20 quilômetros contam com mais de 20 mil participantes. No Brasil, o estilo ainda é novidade, mas não para de ganhar adeptos.

No caso da disputa curitibana, o número de inscritos triplicou na comparação com a primeira edição, em novembro do ano passado. “Tivemos mais de 1.500 inscritos agora, de 17 a 60 anos, um número muito expressivo que comprova o interesse crescente”, comenta Silva, empresário e ex-piloto de motocross.


O curitibano pretende expandir os negócios e estuda organizar desafios em São Paulo e no Rio de Janeiro. “É algo recente no Brasil, do ano passado para cá. E tem conquistado as pessoas por oferecer uma vivência totalmente diferente, atípica. E os obstáculos são muito divertidos”, afirma.

Estreante, Leandro Krause, 30 anos, aguarda com ansiedade a largada. Adepto da corrida há mais de 10 anos, o farmacêutico já disputou vários formatos de prova: maratona, meia-maratona e encarou até a Volta à Ilha, em Florianópolis, disputada em diversos tipos de terreno, como asfalto e areia fina.


“Tenho experiência, mas o desafio é bem diferente, não dá para ser comparado. Especialmente, por causa de alguns obstáculos que são surpresas. É difícil se preparar”, comenta Krause, que fará a prova com mais dois amigos,

Mais inexperiente, Ellen Sawa, 28 anos, pretende que a competição seja apenas um primeiro passo. “Comecei a treinar em outubro do ano passado e fiz até hoje apenas corrida normal. Espero que o desafio seja o primeiro de vários”, comenta a técnica de segurança do trabalho.


Ellen está apreensiva com a possibilidade de surgirem determinados obstáculos. “Não sei nadar muito bem, então estou com medo do lago. Mas há a opção de não passar por algumas coisas. Vamos ver, vou procurar testar e superar todos os meus limites”, espera.

Fonte: Gazeta do Povo